20.1.09

Cobra emblema de Esculápio

A cobra surgiu no início dos tempos, quando o nó da criação foi desatado. Figura mitológica, ela é um dos mais importantes arquétipos da alma humana e, sob esse aspecto, encarna o psiquismo mais obscuro, aquilo que é incompreensível, misterioso, profundo.
Segundo a tradição popular, é a própria representação do mal: uma criatura esguia e fria, sem patas, pêlos ou plumas, traiçoeira e perigosa, cuja picada pode matar.
A cobra é o mais fascinante dos animais e a mitologia apenas reflete essa condição. No relato bíblico, ela surge na cena do pecado original.
Na Grécia antiga, foi adotada como emblema de Esculápio, o deus da medicina, e Higéia, a deusa da saúde.
Uma cobra mordendo o próprio rabo representa a criação do mundo.
A humanidade deve muito a elas.

2 comentários:

LUA disse...

posso fazer uma piada sarcástica (conhecida por todos)com esse tema??
diz que simmmm
hheheheheheheheh

sabe pq o símbolo da medicina é uma cobra???
pq se o paciente vive ELE COBRA
se o paciente morre ELE COBRA TBM
^^

beeijo

Artista Maldito disse...

Olá Fred

Começo por agradecer a visita ao artista maldito, já percorri algumas postagens e fui dar com uma que fala de galinhas e pintaínhos. Estamos em sintonia, pelos vistos.
Fixei nesta publicação, sobre o símbolo da medicina, o movimento circular da cobra. A criação do mundo sendo fechada por uma circunstância pecaminosa, mas igualmente curativa.

Abraços do outro lado do Atlântico
Isabel