30.3.09

Sem pé nem cabeça e de perna curta!

Sabe como começou essa crença popular de contar mentiras e "zoar" com os outros no dia 1º de abril? Nem eu.

Seu Yancy, famoso pescador e caçador, não cansava de contar suas proezas. Certa feita, como sempre no bar do português Antônio, Yancy começou a contar:
- A cobra era das mais venenosas; o tamanho do animar dava quatro vorta no meu corpo e ainda sobrava rabo. Daí eu peguei a espingarda e mirei, mirei bem no meio da testa da bicha e então...
- Telefone pro sinhô, seu Yancy.
Ele sai, atende à ligação e, quando volta, pergunta logo:
- Onde mesmo é que eu estava?
Alguém responde que mirando bem no meio da cabeça do animal.
- Pois bem - continua Yancy - mirei bem no meio dos óio do animar e disparei. Sartô pena pra tudo que foi lado. Deixei a franguinha depenada de um só tiro.
Seu Antonio intervém:
- Ô, seu Yancy, ma não era uma cobra?
-Era uma cobra dos outro mundo, das outra época em que cobra tinha pena.
- E eu que não sabia que cobra tinha pena...
- Não tem mais memo. Só tinha sobrado essa que eu extintei pra sempre.

6 comentários:

Laura disse...

HAHA Adorei a mentirinha de caçador.

BeijooO'

Artista Maldito disse...

:))

Olá Fred, fez-me rir a inocência desta mentirinha.

E sem penas, que ficaram pelo caminho, trago mais selinhos. Ha, ha, já não dá para depenar...foge antes que fique sem cabeça!

Beijinho
Isabel

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olha Fred, não é só no dia primeiro de abril que as mentiras andam soltas. No dia trinta e hum de março, acessei um blog na internet, e lá estava postada uma história ou estória de um caçador chamado Yanci, que havia atirado numa cobra com penas. Quer mais?

Desculpe-me pela brincadeira. É que invadí teu espaço, gostei e não resistí a tentação.

Abraços,

Furtado.

A n i n h a a disse...

nossa, que coincidência
hoje mesmo eu tava me perguntando quem deveria ser o desocupado que inventou esse tal de dia da mentira.

beiijos

LUA disse...

Muito 10000 esse ost
sempre bom rir dessas mentirinhas^^

beeeijo

Valéria disse...

Tem mentirinhas que valem a pena serem ouvidas ou lidas...

Abraços.