27.10.10

Pra quê tanto céu, pra quê tanto mar…

O que impediu de tornar-me um biólogo?? Tenho muito tempo nesta vida, posso dar várias guinadas. Esta é a real diferença que dobra o tempo e a sua sensação desagradável para a maioria das pessoas.
O fato é que sempre confiei mais na natureza, não porque conheço tudo sobre ela, mas pela espiritualidade que ela rabisca no meu coração, sabe às vezes acho a espécie humana tão perdida em seu artíficios, tentando copiar o que o universo já fez, faz e continua fazendo ao redor do tempo, os humanos pensam a todo tempo que o universo é um objeto para seu benefício pessoal. Esta parte da humanidade nunca quis ter em min.
Prefeiro ser condutor de Tao do que ser conduzido por esta parte da humanidade.
Tenho natureza pessimista às vezes. Acho que entro muito de cabeça nas coisas. E, de vez em quando, quebro a cara e daí entro de cabeça (one more time) na tristeza devido a decepção.
Me lembro quando eu assistia Disneylândia aos domingos de manhã e ouvia o Grilo Falante dizendo em música algo do tipo "se você prestar atenção ao redor, os problemas são bolhas de ar". Claro que tento ver as coisas assim, mas nem sempre consigo. Meu espírito fraqueja em muitos desafios. Mas, atualmente trato de levantar a cabeça. De tudo o que passou, vi que não era o culpado.
Não tenho vergonha de ter amado. Escolhi a pessoa errada pra oferecer minha alma, foi isso.
Outro dia nasce e outro passarinho vem à janela. Nada melhor apreciar a natureza que explode na nossa cara sem notarmos, discordando do Tom Jobim quando perguntava "pra quê tanto céu, pra quê tanto mar…" Mas a tristeza nos deixa cegos. Outra coisa sem preço é a ajuda valiosa do bom da natureza humana: a amizade.
Também podemos melhorar só depende de nossa essência ou condição própria de ser

4 comentários:

Lily disse...

Cuide da tua preciosa alma, Fred, não a entregue a qualquer um.

Muito bom o texto! Gostei de ti.

Um abraço!

P.S.: saí, mas não morri.

Karlinha Ferreira disse...

Há quem nunca quem tenha entrado de cabeça e nunca tenha se decepcionado?

ás vezes entregamos o melhor do nosso coração para quem mais nos fará sofrer. Mas se procurarmos motivos para não estarmos com alguém sempre iremos encontrar, vez por outra temos que dar ao nosso coração o q ele merece e nos permitirmos ser felizes....

Amizade... talvez eu só esteja viva hj graças a ela! Há coisa melhor para nos ajudar na cura de um coração partido...?
Amigos geralmente sabem tudo...

Rs...


Texto brilhante...
Beijos

Valéria Sorohan disse...

Tem que fazer o que se tem vontade. Podemos ter muito tempo. Mas o tempo é curto para muitas cabeçadas.

BeijooO*

Priscilla Marfori... disse...

Oi Fred só visitando, e saber como vc está! Você sumiu!
B-Jos. e volto para ler-te mais...
Inté.